Amazônia tem 8 mil km² de desmatamento em um ano

Publicado por: Ronaldy Ravelly em 18 Mar, 2017

Destruição da floresta cresceu 29% entre agosto de 2015 e julho de 2016


Por: O LiberalEm 30 DE NOVEMBRO, 2016 - 08H07 - AMAZÔNIA
 
 

O desmatamento na Amazônia disparou no último ano, chegando a 7.989 km². É o mais alto valor desde 2008, ano em que o combate ao problema se tornou mais efetivo e as taxas anuais de perda da floresta começaram, gradualmente, a cair. E é a primeira vez desde 2010 que a destruição do bioma supera a marca dos 7 mil km².

Os dados do Prodes, sistema de monitoramento por satélite que fornece o balanço anual do desmatamento na região, foram divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O valor observado entre agosto de ano passado e julho deste ano (período em que é medido o desmatamento) é 29% maior que o período de agosto de 2014 a julho de 2015, que tinha registrado perda de 6.207 km².

O governo federal já trabalhava há alguns meses com a expectativa de que a perda da floresta iria subir muito além da média que tinha se estabelecido nos últimos anos e já estudava novas medidas para o combate ao desmatamento. Na manhã de ontem, o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, apresentou algumas dessas propostas, com novidades no Cadastro Ambiental Rural.

Foto: Oswaldo Forte /O LiberalFoto: Oswaldo Forte /O Liberal

O INPE realiza o monitoramento sistemático na Amazônia Legal e produz, desde 1988, as taxas anuais de desmatamento na região, que são usadas pelo governo brasileiro para avaliação e estabelecimento de políticas públicas relativas ao controle do desmatamento ilegal. Os dados são imprescindíveis para toda a sociedade e embasam ações como a Moratória da Soja e Termo de Ajuste de Conduta da cadeia produtiva de carne bovina, entre outras iniciativas. 

O mapeamento utiliza imagens do satélite Landsat (30 metros de resolução espacial e frequência de revisita de 16 dias) ou similares, numa combinação que busca minimizar a cobertura de nuvens, para registrar e quantificar desmatamentos com áreas maiores que 6,25 hectares. Considera-se como desmatamento a remoção completa da cobertura florestal primária por corte raso, seguida ou não por ocorrência de fogo e independentemente da futura utilização destas áreas. 

 

CAXIUANÃ

 

O Serviço Florestal Brasileiro (SFB) assinou contratos de concessão, ontem, que permitem o manejo florestal sustentável em três unidades de manejo florestal (UMF) na Floresta Nacional do Caxiuanã, localizada nos municípios de Portel e Melgaço, no Pará. As unidades somam 176 mil hectares e serão operadas pelas empresas Benevides Madeiras Ltda (UMF I e UMF II) e Cemal Comércio Ecológico de Madeiras (UMF III).

Segundo comunicado do SFB, as empresas vencedoras da concorrência ofereceram ágio de até 130% sobre o valor mínimo de R$ 57 por metro cúbico de madeira extraída previsto pelo edital. Além do valor oferecido pela madeira, a concorrência levou em conta as propostas técnicas apresentadas pelas empresas, o que inclui aspectos como redução do impacto ambiental, geração de empregos e grau de processamento local da madeira.

O SFB informa, ainda, que Caxiuanã foi a primeira Floresta Nacional criada na Amazônia e é considerada uma área com vocação para a produção madeireira, já que está localizada entre os Rios Xingu e Anapu, o que facilita o escoamento da produção. A expectativa é que as três unidades de manejo produzam cerca de 180 mil metros cúbicos de madeira por ano.


 
 

 


Postado em: NOTÍCIAS
Compartilhe:

Notícias relacionadas

Piauiense, que começou a fazer seus vídeos aos 15 anos, hoje contabiliza mais de 28 milhões de seguidores no YouTube

Whindersson Nunes não para de criar. Enquanto era entrevistado por ...
leia mais

Galvão Bueno pode seguir como narrador da Globo até 2022

Galvão Bueno avalia continuidade em sua carreira com proj...
leia mais

Príncipe Harry rejeita acordo pré-nupcial, diz site

Por: Quem17 de Março de 2018 às 15:07Atualizado em 18 de Mar&cce...
leia mais

Comentários (0)


No ar agora

Parceiros

Facebook

VERÃO SALINAS TUDO DE BOM , VAI SER DEMAIS.

O VERÃO DE SALINAS VAI SER TUDO DE BOM !

VERÃO SALINAS TUDO DE BOM

O VERÃO DE SALINAS VAI SER TUDO DE BOM !

Marcello Novaes fala de 'O outro lado do paraíso' e dos filhos

Depois de gravar uma participação especial de 11 capítulos ...

Letícia Spiller posa completamente nua em foto na web (542 acessos)

Letícia Spiller surpreendeu seus fãs na manhã desta ter&cce...

CIDADE DE JURUTI (431 acessos)

Conheça algumas paisagens da cidade de Juruti, no Oeste do Estado. O dest...

SALINAS - PARÁ (426 acessos)

SALINÓPOLIS -  PARÁ

Salinas (360 acessos)

PARAÍSO EM SALINAS: Em meio a agitação das praias de Salina...